2 de nov de 2010

Última dose de cigarro

Fácil seria mentir e dizer que fácil será
Fácil será deixar pra outra hora
Aquilo que não se quer lembrar

Fácil, como olhar pros dedos que me desaparecem
Fácil lembrar dos olhos, aqueles que já me esquecem

Refrão:
Desculpe se não vir amanhã
Desculpe se não vir depois
É que pareceu tão difícil
Esquecer aquilo tudo de antes

Desculpe se não (ou)'vir amanhã
Desculpe se não (ou)'vir depois
É que me pareceram tão cegos 
E tão surdos esses que me observam

Difícil, esquecer tua imagem na parede
Difícil, morrer de amor por não ter como matar a sede
Difícil, tentar lembrar o dia e a hora, talvez o mês

Não quero, vou partindo e agora sossegado
Sigo para a linha

Desculpe se não vir amanhã
Desculpe se não vir depois
É que me pareceu 
Tão simples quanto uma última dose de cigarro

Desculpe se não vir amanhã
Desculpe se não vir despois
É que me pareceu
Difícil demais quando tudo era tão simples

           Em primeira mão, nova música do Antônio Augusto da banda Kill The Class
            Tô muito lisongeada por ter sido a primeira a ver, depois do AA, é claro !
                   Eu sou fã e recomendo. Ah, eu ajudei no nome da música, Ó!
                     E a guria na foto ai sou eu com o primeiro cd da Banda : )

Nenhum comentário:

Postar um comentário